Cuidar de si
Saiba mais sobre:
Marcas

Ácidos gordos Ómega 3


Alimentação e saúde > Grupos Alimentares > Gorduras alimentares > Polinsaturadas > Ácidos gordos Ómega 3

Ácidos gordos essenciais ómega 3

 

Os ácidos gordos essenciais ómega 3 caracterizam-se, quimicamente, por terem 3 átomos de carbono antes a primeira dupla ligação a contar da ponta oposta ao radical COOH.

 

Os ácidos gordos essenciais ómega 3 participam no nosso organismo, em pareceria com os ácidos gordos essenciais ómega 6, em múltiplos processos bioquímicos e hormonais de extraordinária importância para todos os sistemas orgânicos.

 

Para a manutenção de um equilíbrio saudável é necessário que estejam presentes numa

proporção de 2 moléculas de ómega 6 : 1 molécula de ómega 3.

 

A alimentação moderna caracteriza-se por uma acentuadíssima falta destas gorduras essenciais.

 

Os ácidos gordos essenciais ómega 3 são, sobretudo, provenientes dos peixes dos mares frios. Estão também presentes nas algas, em alguns casos em apreciável quantidade.

Nas sementes de oleaginosas a proporção entre ácidos gordos essenciais ómega 3 ácidos gordos essenciais ómega 6 é muito variável. As nozes têm uma quantidade apreciável de ómega 3. Nas sementes de linho ou linhaça estas gorduras essenciais encontram-se numa proporção ideal.

 

 

A falta de ácidos gordos essenciais ómega 3 no nosso organismo manifesta-se em múltiplas alterações que incluem a facilidade para agravar e desenvolver processos inflamatórios vários.

No entanto é no cérebro, cuja constituição é muito rica em ácidos gordos ómega 3, que a sua falta se torna mais dramática. Surgem debilidades cognitivas, falta de memória, dificuldade de concentração, insónia, hiperactividade, falta de aproveitamento escolar.


Veja tambem a importância dos Omegas 3 na zona Dieta aqui

 


« voltar